Conheça os instrumentos de torturas medievais mais terríveis da Idade Média

Nos filmes medievais, cenas de mortes e torturas podem até ser interessante para nós. Mas a realidade daquela época foi realmente terrível. Aqui estão alguns instrumentos que eram utilizados para provocar o medo, infligir a dor, ou até causar a morte naquela época.

Estripador de mama medieval


As mulheres que traíam os seus maridos, ou então praticavam abortos eram submetidas a esse cruel instrumento de tortura. Essas garras que você pode ver na foto eram colocadas em brasa quente e usadas para apertar o peito das mulheres. Credo!

Divisor de joelho espanhol


Dois blocos de madeira repletos de parafusos na parte de trás formavam o famoso divisor de joelho. Muito usado na Inquisição Espanhola, era preso na parte de trás do joelho da vítima. Com apenas uma volta dada pelo parafuso, adeus joelho.

Triturador de cabeça


O queixo da vítima era colocado no degrau mais baixo do equipamento e a cabeça encaixada nessa tampa que dá pra ver na foto. Ao girar os parafusos, o cérebro era perfurado e começava a escorrer. Além disso, as órbitas oculares praticamente explodiam e os dentes e ossos eram esmagados.

Os rolos de tortura


Um dos instrumentos de tortura mais famosos da idade média, funcionava da seguinte maneira: mãos e pés do criminoso eram amarrados às extremidades desse rolo. Com o auxílio de uma manivela, o rolo esticava e o corpo do indivíduo acompanhava o movimento. Isso tudo só chegava ao fim depois que todos os órgãos e membros se rompessem.

A roda alemã


Uma roda de madeira era utilizada nessa modalidade de tortura. A vítima era amarrada na roda e pedaços de madeira eram incrustados nas juntas do infeliz, como pulsos, quadril e joelhos. Com a ajuda de um martelo, esses pedaços de madeira entravam ainda mais fundo na vítima, que começava a delirar de dor. No final de tudo isso, os membros da pessoa eram exibidos para o público, no raio das rodas.

Fonte: [ Mundo Pocket ]

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »