23 coisas absurdamente estranhas que todo mundo faz

Você é uma pessoa muito estranha. Igual a todos os outros.

1. Pegar o sotaque de alguém enquanto está conversando com ele(a).


Você não está zombando deles, você simplesmente não consegue evitar fazer isto.

2. Ler por cima dos ombros de alguém.


Como ele ousa virar a página antes de você saber o que ia acontecer em seguida?

3. Cheirar seu próprio cabelo.


Mmmm. Tem cheiro de côco. E de batatas fritas… muitas batatas fritas.

4. Cheirar o cabelo de outra pessoa.


Cheiro de amor… e de esquisitice.

5. Achar que seu amigo está ao seu lado e acidentalmente conversar com um estranho.


“Aí eu falei pra ela, ‘Isso, obviamente não era um esquilo’, e ela disse—- Ops… Desculpe-me senhor. Eu pensei que você fosse outra pessoa.”

6. Pensar que seu namorado(a) está próximo a você e acidentalmente segurar a mão de um estranho.


Fatos reais: Quando eu tinha aproximadamente 8 anos, eu segurei a mão de um homem estranho, pensando que era meu pai, e ele não soltou minha mão. Eu ainda não me recuperei totalmente daquilo…

7. Abraçar alguém por tempo demais.


Vou precisar de algum sinal sobre quando isso supostamente deveria terminar, porque me parece claro que nós não temos ideia do que estamos fazendo, do ponto de vista da “teoria dos abraços”.

8. Beijar os lábios de alguém por acidente.


Você estava indo na bochecha, você jura.

9. Encarar um estranho enquanto tenta descobrir se essa pessoa é alguém que você conhece.


Essa é a Sheila? Ela se parece com a Sheila. A Sheila sempre teve olhos azuis? …e barba? Peraí… esse é um cara. É um homem totalmente velho. Essa não é a Sheila.
…mas… PODERIA ser?

10. Ou olhar para o vazio e depois perceber que você estava encarando um estranho por um tempo desconfortavelmente longo.


Rápido, olhe para qualquer outra coisa. Literalmente.

11. Fingir fazer uma selfie só para poder tirar uma foto de uma pessoa bonita atrás de você.


12. Ver um amigo de um amigo marcado em uma foto no Facebook e passar um tempo considerável olhando os álbuns de fotos dessa outra pessoa.


Não há nenhum motivo para você ver a viagem em família dessa pessoa para a Disney. Mesmo assim, lá está você…

13. Rondar em volta de um grupo de pessoas conversando, sem saber muito bem como entrar na conversa.


Talvez você apenas deva permanecer ali para sempre. Talvez este seja o lugar onde você vai ficar o resto da sua vida…

14. Ouvir uma piada de uma conversa alheia e rir dela.


Você não estava bisbilhotando. Tecnicamente. A piada veio até você, você não foi atrás dela.

15. Lembrar de algo engraçado e começar a rir sozinho em público.


Talvez você possa fingir que estava tossindo? Ou engasgando?

16. Fazer um som suspeito ao sentar-se.


… e fazer de tudo para que todos saibam que não foi você, foi a cadeira.

17. Segurar seu telefone de forma realmente firme quando está mostrando-o para alguém.


Não é que você esteja escondendo alguma coisa. Você só está escondendo tudo.

18. Dizer a alguém que você gostaria de ter o … (qualquer coisa) … dele(a).


Eu gostaria de ter o seu cabelo. Em uma caixinha. Embaixo da minha cama.

19. Espreitar pessoas pela janela quando eles acendem a luz de noite.


Como por exemplo, da rua. Aliás, espiar alguém de um arbusto seria algo além de estranho (ilegal, no caso).

20. Ligar para alguém e então desligar.


Isso era, por alguma razão, mais e menos arrepiante ao mesmo tempo quando ainda não havia o identificador de chamadas.

21. Entrar em um espiral de pesquisas no Wikipedia de assassinos em série.


Você começou pesquisando sobre Stephen Tobolowsky, e agora já conhece todas particularidades sobre John Wayne Gacy.

22. Ser muito, muito fã de uma celebridade.


23. Acidentalmente revelar que você conhece muito sobre uma pessoa, porque você já pesquisou sobre ela no Google.


“Aí eu me mudei de cidade e faculdade…”
“Eu sei! (*pânico súbito*) …quer dizer…”


Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »