Ouça uma das músicas mais antigas do mundo com mais de três mil anos!


Pode parecer impossível, mas é verdade: Os cientistas da Universidade de Califórnia, em Berkeley, encontraram e decodificaram um conjunto de antigos textos cuneiformes, o resultado foi a recriação de uma peça musical inédita que ficou perdido por milhares de anos e que agora disponível para o público. 

O corpo das tabuinhas cuneiformes anciãs, conhecido como texto léxico, foi descoberto pela primeira vez na década de 1950 na antiga cidade síria de Ugarit. Antes, não se sabia quase nada sobre a música sumério-babilônica, a não ser o tipo de instrumentos musicais utilizados, o que se deduziu a partir de imagens esculpidas e de vestígios arqueológicos encontrados. 

Eram completamente desconhecidas a teoria e a prática do que se considerava uma arte divina, cujo patrono era o deus Enki/Ea, que governava os reinos da magia, da arte e do artesanato.

A tábua contém a letra de um hino a Nikkal, deusa das plantações, e instruções para um cantor, acompanhadas de um sammûm de nove cordas, um tipo de harpa ou lira, ouça:


Os especialistas da Universidade da Califórnia publicaram um livro de áudio chamado “Uma Canção do Culto Hurrian da Antiga Ugarit”. Outros cientistas e artistas realizaram suas próprias versões dessa música ancestral: um convite para se envolver na atmosfera mágica que vem de um passado muito, muito distante.

A entrada para o palácio real de Ugarit, onde as músicas Hurrian foram encontrados:


Fontes: [  La Gran Época e Ancient Origins ]
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »