Teorias ‘conspiranóicas’ sobre o desaparecimento do Voo 370 da Malaysia Airlines


O mundo inteiro têm acompanhado as notícias sobre o misteriosos desaparecimento do Voo 370 da Malaysia Airlines já perceberam que o que não faltaram foram teorias divergentes sobre o incidente.

Uma das teorias sugeridas foi a de que o Boeing 777 desapareceu porque foi abduzido por alienígenas.  Mas as teorias ‘extraordinárias’ não param por aí. 

De acordo com o site whatdoesitmean.com, “um novo relatório que está circulando no Kremlin hoje, preparado pelo Diretorado Principal de Inteligência da Equipe Geral das Forças Armadas (GRU)… …os peritos estão perplexos do porquê da Marinha dos Estados Unidos ter capturado e então redirecionado uma aeronave civil da Malaysia Airlines de seu trajeto de voo para sua altamente secreta base no Oceano Índico, localizada no atol Diego Garcia“.

O site prossegue dizendo que, de acordo com o relatório, o Voo 370 já estava sob a vigilância do GRU, após a agência ter recebido um cargo “altamente suspeito“ que foi traçado até a Republica de Seychelles, no Oceano Índico, e que esteve anteriormente abordo do navio estadunidense MV Maersk Alabama.

E a estranha história não para por aí.  Segundo o artigo, dentro de 24 horas da transferência da carga para o Voo 370, dois agentes US Navy Seals, altamente treinados e designados a proteger a carga, Mark Daniel Kennedy, 43, e Jeffrey Keith Reynolds, 44, foram encontrados mortos sob circunstâncias suspeitas.

E como é justificado o fato da aeronave ter sido capaz de ser redirecionada até a base Diego Garcia? 

Simples: o alegado relatório indica que a aeronave Boeing 777-200ER é equipada com um sistema fly-by-wire, o qual substitui os controles de voo manual, e pode ter sido controlada como se controla um avião a controle remoto.  Porém o relatório teria apontado que, embora a aeronave possa ter sido controlada por controle remoto, o mesmo não pode ser dito dos sistema de comunicação a bordo, que somente pode ser desligado manualmente.

Mas as teorias estranhas não param por aí. Uma outra teoria, desta vez associada à família Rothschild, alega que o desaparecimento do voo tem a ver com patentes da indústria tecnológica de chips.

Pelo que foi publicado no site periodismoalternativoblog, Jacob Rothschild, sendo um dos cinco detentores da patente de um chip, simplesmente eliminou os outros quatro titulares, os quais viajavam juntos no Voo 370.

E por que? 

O artigo diz que se um detentor da patente morre, os titulares restantes dividem igualmente os dividendos do falecido; assim, o ganancioso Rothschild ficará com 100% dos dividendos, assim que os outros detentores sejam declarados mortos.

Fonte: [ Ovni Hoje ]
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »