Por que o nariz escorre quando choramos?


Todo mundo que já chorou pelo menos uma vez na vida sabe que a tendência é que ao chorar recebamos de brinde o nariz escorrendo. Na verdade aquela meleca produzida durante o choro é culpa da acetilcolina. Quando choramos produzimos mais acetilcolina, um neurotransmissor que aumenta a quantidade de secreção nasal. 

Quando rolam as lágrimas, ela é liberada pelo sistema nervoso parassimpático e faz a mucosa nasal, a parede interna do nariz, produzir mais secreção, formada por muco e por um fluido chamado transudato seroso. "O organismo produz, em média, 2 litros desse líquido por dia. Ele deixa o ar que respiramos mais úmido e é reabsorvido sem notarmos", diz Fabio Pinna, otorrinolaringologista do Hospital das Clínicas de São Paulo. 

A acetilcolina ainda diminui a freqüência cardíaca, dilata as pupilas, aumenta a salivação e o diâmetro dos vasos sanguíneos. Por causa disso, a região do nariz incha, levando a uma resistência à passagem do ar. E, com a secreção, entope mesmo! A consistência da secreção varia, mas é mais líquida que o ranho - espesso porque leva restos de células inflamatórias oriundas de gripes e sinusites.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »