As plantas podem ter câncer?


Assim como nos humanos e animais, as plantas também podem ter tumores, ou melhor chamando, “galhas” que o vegetal desenvolve. São estruturas que se originam na planta aumentando ou diminuindo o número de células no órgão ou tecido atacado. Os organismos que provocam o surgimento da galha podem ser vírus, bactérias, fungos, liquens, ácaros ou insetos. A doença não leva a planta à morte, mas pode prejudicá-la de diversas maneiras.


Um dos tipos mais comuns de galha é induzido pela bactéria ‘Agrobacterium tumefaciens‘, que vive no solo e normalmente ataca plantas comuns em nossa alimentação, como o tomate, o feijão e a batata. A bactéria entra em contato com a planta através de lesões entre a raiz e o caule induzindo as células a aumentarem a produção de hormônios que estimulem a proliferação celular (hiperplasia). É esse desequilíbrio hormonal que faz com que as células se multipliquem desordenadamente, dando origem a tumores em diferentes partes da planta.


As galhas causadas por insetos também são bem comuns em diversas plantas. Aposto que você já viu uma folha de uma planta qualquer com formações como verrugas, que são como câmaras larvais. Geralmente, os insetos galhadores atacam as plantas para postura dos ovos. 

As fêmeas colocam seus ovos na planta e esta indução provoca modificações estruturais com a formação de tecidos nutritivos para as larvas que surgirão após a eclosão dos ovos. É a atividade metabólica das células do vegetal que permite a nutrição do inseto parasita. 

Depois de se alimentar dos tecidos formados por indução, as larvas se tornam adultos e saem da câmara deixando apenas a galha que normalmente não regride. No geral, o inseto possui um a especificidade de hospedeiro, ou seja, uma determinada espécie de inseto só atacará uma determinada espécie de vegetal.


Fontes: [ Mundo Estranho/Wikipédia/Diário de Biologia ]

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »