04 Razões para deixar de comer batata frita


É difícil de acreditar que algo tão saboroso como as batatas fritas sejam, na verdade, quase um veneno para o corpo. E essa preocupação não é apenas válida para quem está de dieta.

De acordo com a nutricionista Bianca Evans, as batatas fritas são prejudiciais nos seus diversos formatos: desde a batata pré-frita e congelada até aos salgadinhos industrializados, passando pela versão descascada, cortada e frita em casa.

Por isso, formas alternativas de preparo, como cozinhar e assar no forno, são bem-vindas para manter parte do sabor sem afetar a saúde. Confira aqui o que há de tão perigoso nas delíciosas batatas fritas.

1. Gorduras saturadas

Tanto as batatas pré-fritas congeladas como as de pacote são ricas em gordura saturada. Dependendo da marca, uma xícara de batata palha, por exemplo, pode ter 20 gramas de gorduras totais, o que representa mais de 35% do valor diário de referência de consumo, numa dieta de 2.000 calorias.
Esse excesso é prejudicial ao organismo já que, além de engordar, pode provocar problemas cardiovasculares nas artérias e no coração, aumentar o mau colesterol (LDL), a pressão arterial e provocar doenças como a diabetes.

2. Gorduras trans

A conservação das batatas industrializadas (pré-fritas, servidas em redes de fast-food ou do tipo salgadinho) depende, em alguns casos, das gorduras trans (formadas pelo processo de hidrogenação dos óleos vegetais). Em excesso é capaz de aumentar o mau colesterol e baixar o nível de bom colesterol (HDL), além de estar associado à incidência de cancro e doenças cardiovasculares.

3. Sódio em excesso

O sódio é outro ingrediente muito presente nas receitas de batatas industrializadas e que faz mal se houver exagero. Em excesso, o sódio pode levar ao aumento de pressão arterial, aumentando o risco de infarte, AVC (acidente vascular cerebral), insuficiência renal e cardíaca, doenças neurológicas, aneurisma, problemas respiratórios e retenção de líquidos.

4. Carboidratos que podem engordar

Esse alimento tem outro fator que prejudica principalmente aqueles que estão em briga constante com a balança. A batata inglesa tem um alto índice glicémico, ou seja, quando é ingerida, transforma-se rapidamente em açúcar no organismo. Isso faz com que haja picos de libertação de insulina no sangue, o que contribui para o aumento da gordura corporal.

Fontes: [ Gente Top ]
Autor:

Vinicius Delmondes



Artigo:

Data: 26/11/2013
Mistérios Do Mundo
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »