Estudo indica que os bebês podem ouvir e entender sons dentro do útero da mãe


Cuidado com o que você diz em torno de uma mulher grávida. Como o feto cresce dentro da barriga da mãe, ele pode ouvir sons do mundo exterior e pode entendê-las bem o suficiente para reter memórias deles após o nascimento, de acordo com uma nova pesquisa.

Segundo um estudo publicado no Science, os bebês conseguem ouvir e entender sons do mundo exterior bem o suficiente para reter memórias dele após o nascimento.

Segundo o neurocientista cognitivo Eino Partanen da Universidade de Helsinki: "Se você colocar sua mão sobre sua boca e falar, que é muito semelhante à situação do feto, você pode ouvir o ritmo da fala, o ritmo da música, e assim por diante".

Em 1988 um estudo sugeriu que os recém-nascidos conseguem reconhecer a música tema da novela favorita de sua mãe. Estudos mais recentes vêm expandindo a ideia de aprendizagem fetal, indicando que os recém-nascidos já se familiarizaram com os sons da língua nativa de seus pais.

Parece improvável, mas as partes de processamento do som do cérebro de um feto se tornam ativas no último trimestre da gravidez, e o som carrega muito bem através do abdome da mãe.

Partanen e sua equipe decidiram dar às mulheres grávidas uma gravação, que seria reproduzida várias vezes por semana durante os últimos meses de gravidez, contendo uma palavra inventada, "tatata", repetida muitas vezes e intercaladas com música. No momento em que os bebês nasceram, eles já haviam ouvido a palavra inventada cerca de 25 mil vezes. E quando eles foram testados após o nascimento, o cérebro dos lactantes reconheceu a palavra e suas variações, enquanto as crianças do grupo de controle não.

Patricia kuhl, neurocientista da Universidade de Washington em Seattle, afirma, que combinado com o trabalho anterior, esses resultados sugerem que a aprendizagem de línguas começa no útero.

Fontes: [ Science ]
Autor:

Vinicius Delmondes



Artigo:

Data: 12/09/2013
Mistérios Do Mundo
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »