Mulher com doença de pele rara cria obras de arte pelo corpo


Ariana Page Russel, 34 anos, usa sua rara doença de pele para produzir obras de arte íntimas. As fotos fizeram tanto sucesso que já foram exibidas em diversas galerias dos Estados Unidos. A mulher, que vive no Brooklyn, em Nova York, sofre de dermografismo, condição que deixa marcas vermelhas pelo corpo depois de coçar.

Para escrever textos ou desenhar imagens abstratas nos braços, pernas e rosto, ela usa uma agulha de tricô fechada. Ariana não sente dor ao fazer os desenhos e eles demoram cerca de 30 minutos para desaparecer de sua pele.

Em entrevista à ABC News, a mulher afirma que muitas pessoas acham estranho seu tipo de obra de arte. "Ou eles acham que é bonito e interessante e outros acham nojento", destacou.

A causa exata do dermografismo não é conhecida, mas a doença chega a afetar 5% da população. Há poucas opções de tratamentos disponíveis e, normalmente, as pessoas tomam anti-histamínicos ou corticoides.

No entanto, Ariana diz que não está à procura de uma cura para a doença. "Para mim, a minha pele é uma tela. Acho que é divertido ser capaz de desenhar em mim. Eu gosto.", afirmou.

Enquanto estava na fase de crescimento, ela sempre teve inchaços e edemas aleatórios na pele, mas foi só quando estava estudando para o mestrado em Arte na Universidade de Washington, em Seattle, que ela decidiu procurar ajuda médica.

"Eu estava ficando realmente incomodada com a quantidade de brincadeiras que faziam. A grande maioria partia dos meus amigos, mas depois muitas pessoas costumam perguntar: 'Seu rosto está tão vermelho, você está bem?' ", lembrou.

Depois do diagnóstico de dermografismo, Ariana decidiu aumentar a conscientização sobre a doença por meio da fotografia. "Eu queria capturar esse sentimento de vulnerabilidade, pois eu não tenho controle sobre isso, simplesmente acontece", opinou.

No ano passado, ela também lançou um blog intitulado "Dermatographism" para outras pessoas que foram diagnosticadas com a doença compartilharem fotos e histórias.

Fontes: [ UOL Noticias ]
Autor:

Vinicius Delmondes



Artigo:

Data: 30/08/2013
Mistérios Do Mundo
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »