Como seria morrer no espaço?

A morte por vácuo não seria espetacular nem instantânea

Filmes de ficção científica muitas vezes retratam pessoas sendo mortas ao cair no vácuo do espaço. Como seria essa morte?

No quase vácuo do espaço, a morte muito provavelmente ocorreria dentro de poucos minutos, mas a pessoa perderia a consciência em cerca de 15 segundos, já que o oxigênio não seria capaz de chegar ao cérebro, como determinaram cientistas da Nasa após pesquisas com animais nas décadas de 1950 e 1960.

A morte por vácuo não é espetacular ou instantânea, a não ser que a pessoa tente prender a respiração. Nesse caso, os delicados pulmões provavelmente se romperiam enquanto os gases de dentro se expandiriam. No entanto, a pele é forte o suficiente para evitar que o corpo exploda.

Um estudo publicado em 1968 no The Journal of Applied Physiology descobriu que se primatas que respiravam oxigênio puro fossem repentinamente expostos a um quase vácuo por até 210 segundos, mas então recebessem oxigênio numa pressão bastante alta por 4 a 24 horas, eles poderiam se recuperar e sobreviver por anos.

Um experimento acidental com um humano ocorreu em 1965 no que hoje é o Johnson Space Center, quando um traje espacial vazou numa câmara de vácuo. A re-pressurização começou em 15 segundos, e a pessoa sobreviveu.

De acordo com o relato da Nasa sobre o incidente, "ele depois informou que conseguia sentir e ouvir o ar vazando, e que sua última memoria consciente foi a água em sua língua começando a ferver".

Fontes: [Terra]
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »